Vacina contra Gripe contém 25.000 vezes mais mercúrio do que é permitido na água potável

Exames laboratoriais recentes realizados no Laboratório Forense Natural Food News, descobriu que vacinas sazonais contra a gripe, que são vendidos em quase todo o mundo nos dias de hoje, mesmo para pequenos bebês, mulheres grávidas e idosos, grosseiramente contêm altos níveis neurotóxico de mercúrio.

Fonte desta imagem: https://www.caasp.org.br/Admin/imagens_Noticia/GRIPE%20cartaz%202012.jpg

Fonte desta imagem: https://www.caasp.org.br/

Nenhuma das garrafas de vacina de gripe de qualquer lote produzida pela gigante farmacêutica britânica GlaxoSmithKline (GSK) foi achada com pelo menos 51 partes por milhão de mercúrio, ou 25.000 vezes o limite legal para água potável estabelecidos pela Agência de Proteção Ambiental (EPA).

Esta surpreendente descoberta foi feita com a mais avançada tecnologia de espectrometria em massa com incrível precisão, preenchendo o vazio deixado pelas agências reguladoras do país a não ter sido capaz de realizar tais próprios testes de segurança.

Milhões de pessoas são injetados com vacinas contra a gripe todos os anos, e a maioria deles não tem ideia de que um dos metais mais tóxicos conhecidos pelo homem está sendo implantado diretamente em seus tecidos muscular. “O mercúrio é uma das substâncias mais tóxicas conhecidas da humanidade”, disse o Dr. David Brownstein, especialista certificada em medicina holística, médico de família em seu blog . “Por mais de vinte anos, tenho vindo a testar quase todos os pacientes que entram em meu consutório que sofrem de contaminação por metais pesados. Eu acho que mais de 80% dos meus pacientes, sãos e doentes, têm toxicidade do mercúrio”.

As mulheres grávidas, crianças pequenas e idosos na fila para injeções de mercúrio A apresentação deste tipo de dados particular, o que contradiz a posição oficial do governo sobre as vacinas, tem causado muitos ataques venosos dos pró-vacinas, os irritados que insistem a afirmar que o mercúrio é completamente seguro. E isso porque eles dizem, que o mercúrio não é adicionado às vacinas, uma mentira detestável que continua prejudicando os mais vulneráveis entre nós, incluindo crianças inocentes.

Você pode ver por si mesmo sobre a droga no site oficial da FluLaval, a vacina contra a gripe avaliada pela News Natural, contém realmente o mercúrio. A seguinte citação é tirada diretamente do RxList.com , chamado “índice de droga Internet”, mostrando que as vacinas da gripe contêm mercúrio na forma de thimerosal acrescentou: “O timerosal, um derivado do mercúrio é adicionado como conservante. Cada dose de 0,5 mL contém 50 microgramas [mcg] timerosal ([inferior] 25 mcg de mercúrio). Cada dose de 0,5 ml pode também conter quantidades residuais de ovalbumina ([inferior ou igual a] 0,3 mcg), formaldeído ([inferior ou igual a] 25 mcg) e desoxicolato de sódio ([inferior] 50 mcg )”.

No entanto, mesmo com todos esses contaminantes adicionados, as mulheres grávidas, os idosos e as crianças são levados a serem vacinados todos os anos pelas autoridades de saúde. Não importa como se um destes ingredientes é uma neurotoxina conhecida, para não mencionar o fato de que o formaldeído é uma causa conhecida de câncer – mas continuar a incentivar pessoas para obterem suas vacinas contra a gripe.

O mercúrio duplo padrão continua a assolar a saúde pública A ironia de tudo isso é que agora o governo admite que o mercúrio é tóxico, pelo menos quando se trata de outras fontes. A administração Obama, como relatado recentemente, está em uma cruzada para fechar todas as usinas de carvão, usando a desculpa de que irrompem grandes quantidades de mercúrio para a atmosfera.

Mas porque o mercúrio ainda é usado em vacinas e produtos para obturação dentária? Porque é que a exposição ao mercúrio a partir destas fontes são completamente seguras, de acordo com o governo, mas o mercúrio nos alimentos e chaminés devem ser evitados?

Fonte: https://argentinasinvacunas.wordpress.com/

Fonte:http://www.aquarius2036.com.br/2015/06/vacina-contra-gripe-contem-25000-vezes-mercurio.html

Publicado por: Gildásio Starling

Gildásio Starling
Administrador de Empresas com Pós-graduação em Administração Financeira e Investimentos, Pesquisador de Ciência Lilarial do Dakila Pesquisas.

Interaja conosco. Comente abaixo