Nas Gavetas do Meu Corpo

Letra:

Escolhi a maior gaveta para colocar os sorrisos teus, aqueles que foram trocados nos momentos de intensa sensibilidade. São tantos que vou organizá-los por tempo de exposição, mas estou com um problema: tem alguns que até hoje ainda não se completaram, permanecem, como tochas ardentes pela minha eternidade.

Nas gavetas médias quero colocar as palavras tuas, aquelas que foram sussurradas nos momentos de intensa saudade. São tantas que vou arquivá-las pela vibração sonora, mas estou com um problema: tem algumas que vibram tanto que atraem pensamentos, desejos e vontades, transbordando as gavetas e criando seres alados, quase humanos.

Escolhi a gaveta, próxima ao meu coração, para guardar as energias do amor, aquelas que foram continuamente geradas em todos os momentos da nossa caminhada. Essa energia é tão poderosa que coloquei chave na gaveta, mas estou diante de uma grande responsabilidade: apenas uma gota tem o potencial para transformar o mundo e despertar todos os corações.

Reservei uma gaveta para guardar o brilho dos teus olhos, aquele brilho que atrai e encanta simultaneamente, que ilumina os meus sonhos e acalma meu caminhar, mas estou diante de um desafio: ainda não descobri um material para contê-lo e o brilho pulsa como um sol, iluminando para sempre o meu rosto, o meu coração e a minha Alma.

Mas quando você está comigo abro todas as gavetas do meu corpo e deixo tudo se misturar: sorrisos, palavras, gestos e a magia do teu olhar; esqueço todos os problemas, responsabilidades e desafios. Procuro somente sentir como é gostoso navegar na energia delicada do teu AMOR.

Autor: Gildásio de Andrade Starling

View Fullscreen

Publicado por: Gildásio Starling

Gildásio Starling
Administrador de Empresas com Pós-graduação em Administração Financeira e Investimentos, Pesquisador de Ciência Lilarial do Dakila Pesquisas.

Interaja conosco. Comente abaixo